Altos funcionários de mais de 30 países reunidos em Chipre para discutir ajuda humanitária a Gaza

Altos funcionários reúnem-se no Chipre para acelerar ajuda humanitária a Gaza
Altos funcionários reúnem-se no Chipre para acelerar ajuda humanitária a Gaza Direitos de autor Leo Correa/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Reunião desta quinta-feira tem como objetivo identificar as próximas etapas para maximizar a capacidade operacional do corretor marítimo de Chipre e levar toda ajuda humanitária possível à Faixa de Gaza.

PUBLICIDADE

Representantes de 36 países e agências das Nações Unidas reuniram-se em Chipre, esta quinta-feira, para discutir como acelerar a ajuda aos palestinianos em Gaza, que deverá chegar através de uma rota marítima que foi inaugurada na semana passada.

A reunião desta quinta-feira conta com a presença de Sigrid Kaag, coordenadora da ONU para a reconstrução e ajuda humanitária em Gaza, bem como de Curtis Ried, chefe de gabinete do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos. 

De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros de Chipre, Constantinos Kombos, citado pelas agências internacionais, na reunião será igualmente discutida uma forma de maximizar a capacidade operacional de transporte e a metodologia de receção e distribuição de ajuda humanitária em Gaza.

"Quantos navios? A resposta é o maior número possível, desde que possa ser gerido em termos de capacidade operacional. É preciso lembrar que há limitações em termos de receção" disse Kombos, assinalando que o objetivo não é acumular ajuda em Chipre e esperar que chegue a Gaza. "Trata-se de uma resposta rápida, para que possamos ser o mais eficientes possível”, acrescentou. 

Também esta quinta-feira, o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, chegou ao Cairo, no Egipto, numa visita que também tem como objetivo aumentar a ajuda humanitária distribuída em Gaza. Blinken pretende ainda continuar a negociar um cessar-fogo na Faixa de Gaza e chegar a acordo sobre a libertação dos reféns israelitas. 

Blinken fará também uma paragem em Jeddah, na Arábia Saudita, antes de viajar para Israel na sexta-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novos ataques aéreos israelitas em Gaza fazem pelo menos 100 mortos

Ataques israelitas em Gaza fazem vários mortos. OMS alerta que recém-nascidos estão a morrer à fome

Chefe da Agência Nuclear das Nações Unidas de visita a central de Zaporíjia