EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ataque no Daguestão faz pelo menos seis mortos e 12 feridos

Ataque no Daguestão faz pelo menos seis mortos e 12 feridos
Ataque no Daguestão faz pelo menos seis mortos e 12 feridos Direitos de autor Denis Tyrin/AP
Direitos de autor Denis Tyrin/AP
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As nacionalidades dos atacantes ainda não foram reveladas. No entanto, segundo as autoridades locais, foram já confirmados seis mortos e doze feridos.

PUBLICIDADE

Pelo menos seis polícias foram mortos e doze pessoas ficaram feridas num tiroteio contra uma sinagoga e uma igreja ortodoxa em Derbent, bem como contra um posto da polícia em Makhachkala. Estas duas cidades localizam-se no sul da Rússia, na República Autónoma do Daguestão.

De acordo com o ministério do Interior do Daguestão, citado pelos meios de comunicação social russos, homens armados, cuja identidade ainda não foi revelada, abriram fogo contra uma sinagoga e uma igreja em Derbent, por volta das 18 horas de Moscovo, este domingo. Um posto da polícia também foi atingido.

O Ministério do Interior regional declarou, entretanto, que dois dos atacantes foram mortos, sem especificar em que cidade.

"Esta noite em Derbent e Makhachkala, pessoas desconhecidas tentaram desestabilizar a situação pública," disse o chefe da República do Daguestão, Sergei Melikov, citado pela Al Jazeera, acrescentando que "Polícias do Daguestão ficaram pelo caminho. De acordo com informações preliminares, há vítimas entre os atacantes. Todos os serviços estão a agir de acordo com as instruções".

Derbent é o lar da antiga comunidade judaica na região do Cáucaso do Norte, que é maioritariamente muçulmana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Região russa do Daguestão decreta três dias de luto após ataques que mataram 20 pessoas

Invadido aeroporto do Daguestão, uma alegada caça a israelitas em avião proveniente de Telavive

Explosão em bomba de gasolina mata dezenas de pessoas no Daguestão