EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

VW quer reconquistar confiança dos consumidores

VW quer reconquistar confiança dos consumidores
Direitos de autor 
De  Euronews com REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Decorridos quase três meses após o escândalo das emissões poluentes a direção da Volkswagen afirmou esta quinta-feira que na origem do problema est�

PUBLICIDADE

Decorridos quase três meses após o escândalo das emissões poluentes a direção da Volkswagen afirmou esta quinta-feira que na origem do problema está uma “série de erros” e que levará meses até se apurarem responsabilidades.

“Apesar da seriedade da situação, a companhia não vai sofrer com isto, pelo contrário, vamos criar uma Volkswagen nova, melhor e mais forte”, afirmou Matthias Müller, o diretor-executivo da VW.

O presidente do conselho de supervisão, Hans Dieter Pötsch, falou sobre as investigações em curso.

“Não estou a dizer que os nove funcionários suspensos são os principais suspeitos, estou a dizer é que nos seus computadores, cartões SIM ou memórias USB poderá estar informação que pode ser importante. Continuamos a acreditar que apenas um número muito reduzido de funcionários está envolvido na manipulação dos resultados”, disse Pötsch.

Os altos responsáveis da empresa deixaram claro que já haviam sido tomadas medidas para reforçar o controlo sobre o software dos motores a fim de evitar situações de manipulação no futuro.

Na conferência de imprensa que decorreu na sede, em Wolfsburg, os altos responsáveis afirmaram que a recuperação da confiança dos consumidores era a máxima prioridade e que esperavam alcançar acordo com as autoridades ambientais norte-americanas nas próximas semanas.

Apesar do escândalo as encomendas da VW subiram 3,5%.

A companhia anunciou ainda que uma nova estrutura corporativa seria implementada até 2017.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alternativa ao lítio: Pode o manganésio substituir as baterias de lítio dos veículos elétricos?

Banco Central Europeu corta taxas de juro em linha com as expetativas do mercado

Riqueza das nações: o fosso cada vez maior entre ricos e pobres na Europa