EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Mercado das flores estagnado devido à Covid-19

Mercado das flores estagnado devido à Covid-19
Direitos de autor NICOLAS MAETERLINCK/AFP
Direitos de autor NICOLAS MAETERLINCK/AFP
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Atire a primeira flor. Numa altura em que a saúde deve ser tratada como uma flor de estufa, os produtores de flores pedem que ofereça uma flor, para que outra pessoa possa ganhar um pouco de cor.

PUBLICIDADE

Em tempos de incerteza o mundo foca-se no essencial e a beleza vinda da natureza não consegue sair das estufas. Produtores de flores portugueses estão a deitar toneladas de flores ao lixo, devido à estagnação das vendas provocada pela pandemia.

As encomendas foram quase todas canceladas há mais de 15 dias, num setor que emprega mais de 5 mil pessoas de norte a sul de Portugal.

As pessoas podem comprar um ramo de flores através da internet. Nós entregaremos o ramo num hospital, num lar de idosos ou aos serviços de emergência que precisam de um pouco de cor - e que estão realmente na linha de frente desta crise da COVID-19.
Andrew Miller
Produtor de tulipas

Em Londres, o Squires Garden Centre também faz contas à vida e às flores - com perdas no valor de mais de dois milhões de euros em mercadoria estagnada.

Numa altura em que a saúde deve ser como uma flor de estufa, os produtores pedem que ofereça uma flor, para que outra pessoa possa ganhar um pouco de cor.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eleições europeias: será que a onda de extrema-direita vai pressionar o sector das energias renováveis?

Um dos maiores operadores de viagens da Europa entra em processo de insolvência

Mbappé junta-se ao Real Madrid na transferência gratuita mais cara da História