EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Covid custou mais empregos a homens do que mulheres na Zona Euro

Covid custou mais empregos a homens do que mulheres na Zona Euro
Direitos de autor Banca Centrale Europea - Diritti d'autore Michael Probst/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Banca Centrale Europea - Diritti d'autore Michael Probst/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estudo do Banco Central Europeu contraria previsões de vários economistas para a situação do mercado de trabalho na Zona Euro

PUBLICIDADE

Contrariando várias previsões, foi o lado masculino e não o feminino do mercado de trabalho na Zona Euro que mais sofreu o impacto da pandemia de Covid-19.

Os dados são revelados num estudo do Banco Central Europeu, que indica que os homens representam mais de 60 por cento dos empregos perdidos no ano passado. Em termos da queda no número de horas de trabalho, mais de dois terços corresponde ao mercado laboral masculino.

Em termos totais, foram perdidos 3,1 milhões de postos de trabalho na Zona Euro entre o fim de 2019 e o último trimestre de 2020. Para os homens, os setores mais afetados foram o dos transportes e da venda a retalho, enquanto para as mulheres, foram os setores da recreação e dos serviços pessoais e domésticos.

Os homens contabilizaram 1,9 milhões dos postos de trabalho perdidos, enquanto as mulheres representaram cerca de 1,2 milhões.

Com a forte representação feminina nos setores do lazer e hotelaria, muitos economistas estimavam que as mulheres seriam as mais afetadas, mas o estudo do BCE sugere que foram elas que mais facilmente conseguiram encontrar novos empregos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Produtores de champanhe votam a favor de colheitas mais pequenas, com vendas em queda

Como a falha global da Microsoft está a afetar as empresas em todo o mundo

Eleições Francesas: vitória da esquerda provoca queda do euro