EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

PIB cresce 2,6% em Portugal e 0,2% na zona euro

Esplanada vazia
Esplanada vazia Direitos de autor Martin Meissner/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Martin Meissner/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Produto Interno Bruto (PIB) de Portugal cresceu 2,6% no primeiro trimestre de 2022, enquanto na média da zona euro não ultrapassou os 0,2%

PUBLICIDADE

O Produto Interno Bruto português cresceu 2,6% no primeiro trimestre de 2022 e, em termos homólogos, 11,9%.

Foi o consumo interno o fator que mais contribuiu para esta desempenho surpreendente da economia portuguesa, que contrasta com a morosidade na Zona Euro, onde a média não foi além de um crescimento de 0,2%, segundo os dados divulgados pelo Eurostat.

Nas principais economias do euro, o crescimento foi mínimo. PIB espanhol cresceu 0,3% e o alemão 0,2%.

A economia francesa estagnou e a italiana perdeu 0,2%.

São os efeitos da guerra na Ucrânia, numa altura em que as economias começavam a recuperar da pandemia.

Incerteza, baixo consumo e subida da inflação são os travões do crescimento na Europa.

Na zona euro a inflação chegou aos 7,5% no primeiro trimestre do ano. Em Portugal mantinha-se mais baixa (5,3%) tendo subido para os 7,2% em abril, um recorde dos últimos 29 anos.

O governo português estima um crescimento anual de 4,9%, a mesma estimativa do Banco de Portugal. O Conselho das Finanças Públicas aponta para um crescimento de 4,8% em 2022.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) é menos otimista prevendo que a economia portuguesa cresça este ano 4%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

BMW, Jaguar e Volkswagen criticadas por importarem peças e automóveis chineses proibidos

Microsoft compromete-se a investir 4,3 mil milhões de dólares em França

Perspetivas económicas da OCDE: Crescimento global estável esperado para 2024 e 2025