EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Afeganistão: Tentar esquecer a guerra no circo

Afeganistão: Tentar esquecer a guerra no circo
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Um pequeno circo itinerante viaja por todo o Afeganistão para levar alegria às crianças assombradas pela guerra. Apesar dos perigos o grupo parte à

PUBLICIDADE

Um pequeno circo itinerante viaja por todo o Afeganistão para levar alegria às crianças assombradas pela guerra. Apesar dos perigos o grupo parte à procura dos mais jovens, crianças dos 5 aos 17 anos. Visita campos de refugiados e deslocados, escolas, orfanatos.

O projeto tornou-se tão popular no país que foi obrigado a criar polos em dez províncias e tem já centenas de alunos:

“Estamos todos cansados ​​da guerra. Adorámos este momento de diversão. Queremos paz e segurança no nosso país para que possamos divertir-nos mais e ter mais diversões como esta na nossa vida”, explica Hurna, uma das alunas.

Trazer de volta o sorriso a estas crianças, entretendo-as, mas também educando-as através das artes circenses:

“Pedi às crianças para virem aprender truques de circo e ignorarem a guerra. O circo é uma arte alegre. Estou certo de que, ao fazerem estes truques, as crianças vão esquecer toda a dor da guerra e o pânico que carregam nas suas mentes”, adianta Suraya, um dos membros desta trupe.

O circo, fundado pelo professor de dança dinamarquês David Mason, pretende transmitir a importância da cooperação e da criatividade a crianças marcadas por anos de guerra.

Mason começou o projeto com fundos próprios, o primeiro apoio, 1000 dólares, conseguiu-o em 2002, um ano após as forças lideradas pelos EUA invadiram o Afeganistão:

“Dizemos às crianças que não devem preocupar-se com conflitos e guerras, damos-lhes esperança de um futuro brilhante. Tornamo-las felizes e tentamos fazer com que acreditem que têm um papel no futuro e que por isso devem ser felizes. Encorajamo-las a mostrarem as suas capacidades aos outros. O nosso objetivo é fazer as crianças felizes e mantê-las seguras”, refere Khalilullah Hameed, um dos formadores deste circo.

Desde 2002 esta companhia circense e sua parceira local, o Circo educativo afegão para as crianças, apresentou-se e fez oficinas de arte circense com mais de dois milhões e setecentas mil crianças em todo o Afeganistão. A combinação entre mensagens educativas – relativas à saúde, às minas terrestres, à paz e ao regresso à escola – combinadas com o entretenimento, é essencial para ajudar estas crianças a expressarem-se e a esquecerem uma vida de opressão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estilista saudita Reem al Kanhal reinventa vestidos árabes tradicionais

Banda sonora da Guerra das Estrelas em 3D

Novas séries de televisão apresentadas no Festival de Monte Carlo