EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rose McGowan: "Weinstein violou-me"

Rose McGowan: "Weinstein violou-me"
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma das vítimas do produtor fala agora, claramente, em violação. Várias estrelas de Hollywood estão a reagir.

PUBLICIDADE

Rose McGowan, uma das atrizes que acusam Harvey Weinstein, diz agora claramente que o produtor a violou. Um dos casos mais antigos, sabia-se que tinha sido abafado através de um acordo, mas os contornos não eram conhecidos. A declaração foi feita num tweet, onde diz também que o líder dos estúdios Amazon, Roy Price, sabia de tudo e não fez nada. Price foi depois suspenso.

1) jeffbezos</a> I told the head of your studio that HW raped me. Over & over I said it. He said it hadn’t been proven. I said I was the proof.</p>— rose mcgowan (rose mcgowan) October 12, 2017

Também no Twitter, McGowan iniciou uma campanha para que toda a administração da Weinstein Company, segundo ela cúmplice dos abusos, se demita:

I need all you beautiful people with a ☑️ to please help me AMPLIFY #dissolvetheboardhttps://t.co/a4JaOFeZfe

— rose mcgowan (@rosemcgowan) October 11, 2017

Carey Mulligan, que encarnou a luta das mulheres em “As sufragistas”, solidarizou-se com as atrizes que estão a denunciar Weinstein: “Ainda bem que está tudo a saber-se, agora, e que todas estas mulheres estão a ter a coragem de denunciar. Esperemos que isso faça as pessoas com este tipo de posição pensar duas vezes antes de abusarem do poder desta forma horrível. Esperemos que seja o fim deste tipo de abusos”.

Entretanto, Jane Fonda e Emma Thompson foram a mais recentes vozes a juntar-se ao coro de condenações ao produtor, acusado de vários episódios de assédio e agressão sexual ao longo de décadas.

“Ainda bem que se fala disso, agora. Está longe de ser um caso único em Hollywood. É comum em todos os países e em todas as áreas, incluindo nas empresas e na política. Há muitos homens a sentir-se no direito de fazer esse tipo de coisas, é uma epidemia. Só se fala disso quando são famosos e poderosos como o Harvey”, disse Fonda, numa entrevista à BBC.

A atriz de “Barbarella” foi, ao mesmo tempo, criticada por saber da história e ter mantido o silêncio. Na entrevista, admitiu que sabia há vários anos das alegações contra Harvey Weinstein.

Jane Fonda regrets not speaking out sooner after hearing allegations of sexual harassment against Harvey Weinstein https://t.co/StQzi9bHb4pic.twitter.com/8KHlO4DT0H

— BBC News (World) (@BBCWorld) October 12, 2017

Para Emma Thompson, “este homem é a ponta de um iceberg. Não o podemos classificar como um viciado em sexo. É um predador, o que é diferente. Um dos grandes problemas da forma como os nossos sistemas funcionam é o facto de haver tanta gente a fazer vista grossa. Houve um milhão de oportunidades desperdiçadas de denunciar o comportamento nojento deste homem”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Uma Thurman arrasa Harvey Weinstein

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica