EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Exposição hiper-realista perturba visitantes na Austrália

Exposição hiper-realista perturba visitantes na Austrália
Direitos de autor 
De  Francisco Marques
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bonecos com pele de silicone, olhos de vidro e cabelo verdadeiro iludem o cérebro humano à primeira vista

PUBLICIDADE

Está em exibição até meados de fevereiro na Galeria Nacional Australiana uma exposição de hiper-realidade. São bonecos de figuras humanas em tamanho real, com uma cobertura de silicone a imitar a pele, olhos de vidro e cabelo verdadeiro.

Em exibição estão trabalhos de artistas italianos, belgas, americanos, canadianos, chineses e australianos.

O efeito nos visitantes é inquietante, como salienta Sam Jinks, um dos artistas cujos trabalhos fazem parte desta exposição em Camberra: “É um pouco como quando entramos uma sala e pelo canto do olho vemos um manequim ou algo parecido. Há uma reação física normal nas pessoas. Neste caso, é uma forma de acedermos a essa parte da natureza humana.”

.abcnews</a> on <a href="https://twitter.com/hashtag/HyperRealNGA?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#HyperRealNGA</a> – 'an exhibition that promises to challenge audiences to look beyond what's skin deep'<a href="https://t.co/8U0Fk7Mi8G">https://t.co/8U0Fk7Mi8G</a> <a href="https://t.co/0k8ZKSqBqX">pic.twitter.com/0k8ZKSqBqX</a></p>— NationalGalleryAus (NatGalleryAus) 20 de outubro de 2017

Momentos do quotidiano, factos perturbadores da sociedade atual ou até medos infantis, a representação das figuras é tal que à primeira vista o cérebro humano é enganado pela informação que lhe é enviada pelos olhos.

A curadora Jaklyn Babington sublinha mesmo “aquele momentâneo primeiro impacto dúbio em que não estamos muito certos do que estamos a ver e que pode ser apenas um centésimo de segundo.”

Na página oficial da Galeria Nacional Australiana, lê-se que a exposição “Hyper Real” pretende também mostrar a evolução do hiper-realismo no século XXI, numa crónica envolvente sobre os ciclos da vida e a constante necessidade de ligações, explorando os fundamentos da questão: ‘o que é que nos torna humanos?’”

Sam Jinks – The Deposition – Part One from National Gallery of Australia on Vimeo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A Gamesummit 2024 prevê competições emocionantes, espetáculos e debates interessantes sobre jogos

"Tudo no Classic Violin Olympus é único!": uma entrevista com Pavel Vernikov

Exposição da Galeria Saatchi explora a mudança da fotografia de moda