EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Museus de Londres reabrem ao Público

Museus de Londres reabrem ao Público
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Ricardo Borges de Carvalho com AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de semanas de encerramento, muitas instituições públicas e privadas da capital britânica abriram de novo as portas com medidas de higiene redobradas e um número reduzido de visitantes

PUBLICIDADE

Muitos museus de Londres já reabriram ao público esta semana. Todos com precauções de higiene redobradas e o número de visitantes limitado.

O Museu da Ciência lançou em março um projeto de recolha Covid-19. O objetivo é juntar objetos que irão testemunhar no futuro como foi este período excecional.

A Guardiã da Medicina do museu, Natasha McEnroe, explica que estão a "fornecer uma perspetiva do que todos nós estamos a passar. Sim, é difícil neste momento, mas houve outros tempos difíceis, houve epidemias passadas, pandemias e conseguimos ultrapassar isso, através do desenvolvimento do engenho humano e de invenções científicas espantosas".

Tal como no resto da Europa, o mundo da cultura e entretenimento foi também duramente atingido no Reino Unido. A reabertura esta semana dos estúdios Warner, onde foi filmada a série Harry Potter, representou um alívio para muitos fãs, privados durante semanas do seu mundo preferido.

O Diretor-geral dos estúdios, Geoff Spooner, diz que tentaram "garantir que a experiência que os nossos visitantes têm é a mesma, tanto quanto possível, como era antes da Covid-19. Todos os nossos cenários, adereços e trajes ainda se podem ver e até temos novos cenários como a Sala Comum Slytherin nunca antes vista. As pessoas poderão manter uma distância de segurança porque reduzimos a nossa capacidade em número de visitantes para apenas 25% do que era normal. E isso vai tornar a experiência aqui extra especial".

Reaberturas progressivas que fazem as instituições privadas e públicas respirar um pouco melhor, embora o futuro imediato e a evolução da pandemia permaneçam incertos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Concerto Liveurope mistura sala e Internet para ajudar setor

Londres: Mercado de Borough particamente vazio

Britânicos redescobrem Londres