EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Mundo cultural aposta na versão 3D

Realidade virtual conquistou terreno no mundo cultural
Realidade virtual conquistou terreno no mundo cultural Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Realidade virtual conquistou terreno à medida que a pandemia ganhou espaço.

PUBLICIDADE

A realidade virtual conquistou terreno no mundo cultural à medida que a pandemia ganhou espaço. O confinamento complicou as visitas presenciais, mas as instituições culturais decidiram abrir portas à tecnologia.

A artista plástica dinamarquesa Thyra Hilden preparou uma nova exposição com pinturas inspiradas no teste psicológico de Rorschach. Decidiu expor numa galeria de Copenhaga, mas também exibe os trabalhos em versão 3D através da Internet.

Já fiz instalações em todo o mundo, por isso estou habituada a trabalhar com o mundo como público, e a 3D oferece a possibilidade das minhas pinturas também atingirem um público internacional. A exposição acabou de se tornar viral na China, e essa possibilidade não existiria se tivesse optado apenas pela exposição em Copenhaga.
THYRA HILDEN
Artista

As exposições virtuais também facilitam a o trabalho dos agentes culturais que acedem às obras de artistas de todo o mundo mais facilmente.

Enquanto curador, é muito benéfico conveniente usar os media digitais para termos uma visão geral sobre o que está a aconter na cena da arte contemporânea em todo o mundo.
THOMAS ANDERSEN
Curador

A aposta digital da artista Thyra Hilden transformou-se num grande sucesso. O governo dinamarquês decidiu apoiar a transição digital da Galeria Nacional da Dinamarca que assistiu a um aumento de 280% dos visitantes online.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cultura luta contra a Covid-19

Art Paris 2024: a cena artística francesa no centro das atenções, com jovens talentos em destaque

Andrey Gugnin recebe o primeiro prémio de 150.000€ no Concurso Internacional de Piano Clássico 2024