Perder o medo das alturas nos Alpes suíços

Montanhistas no Alpes Suíços
Montanhistas no Alpes Suíços Direitos de autor Capture d'écran
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nos Alpes suíços há um guia de montanha que ajuda quem tem vertigens ou medo de alturas, em formações de curta duração

PUBLICIDADE

Quem sofre de vertigens sabe que à mínima sensação de elevação, o mais belo dos passeios pode tornar-se um pesadelo.

Nos Alpes suíços, há um guia de montanha que ajuda a perder o medo das alturas, através de formações especiais, com caminhadas terapêuticas nas encostas de Verbier.

"Aqui, há uma zona plana, por isso, em cada ponto da subida, vamos olhar para o caminho para ver por onde ele vai, e depois tentar procurar os pequenos planos para colocar os pés", explica o guia Stéphane Genet aos seus formandos

Mas, rapidamente, a montanha se torna mais íngreme, o caminho mais desafiante e o stress e a ansiedade aparecem.

"O que me irrita é estar completamente submersa pelos sentimentos... É tão frustrante", diz Hiker, uma das participantes no treino.

Com muitas doses de encorajamento, todos os caminhantes chegam ao cume da montanha e passam mesmo pela última etapa, a subida por uma escada, confiando na voz do guia.

"Continue assim, a respirar bem... Perfeito!">

Uns passos mais e o grupo pode celebrar e brindar com um vinho espumante sem álcool. Uma grande vitória, contra os medos.

"Tinha um grande bloqueio. Estava sempre a voltar para trás, em certas passagens, a recuar, e agora vi que era capaz de o fazer", diz outro dos participantes.

Hiker ainda não se sente segura: "Começo a desbloquear duas ou três coisas, mas ainda não é fácil".

A psicóloga, especialista da gestão do stress, Aude Charles afirma: "O medo das alturas tem mais a ver com o desconhecimento do terreno e das coisas a fazer para o superar. É definitivamente controlável. Se as pessoas se atreverem e dedicarem tempo para o enfrentar, podem ultrapassá-lo.

A descida é bastante mais ligeira após esta experiência acompanhada por especialistas.

A próxima caminhada na montanha será, certamente, menos angustiante.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Ponto de viragem" climático pode ser catastrófico para a Europa

Cientistas "mais preocupados que nunca" com calor recorde de 2023

Invernos acima dos -8°C ameaçam abastecimento de água na Europa