EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Famílias alemãs procuram alternativas ao gás

Lenha num apartamento em Berlim
Lenha num apartamento em Berlim Direitos de autor Markus Schreiber/AP
Direitos de autor Markus Schreiber/AP
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

País conta já com 11 milhões de lareiras e salamandras.

PUBLICIDADE

O casal Möller vive nos arredores de Munique e vai seguir, este inverno, o exemplo de muitas outras famílias alemãs: Poupar na energia e encontrar alternativas. Compraram uma salamandra e esperam assim poupar na conta do gás, que disparou devido à crise energética causada pela guerra na Ucrânia.

Gerd Möller, reformado, conta: "A única forma de poupar é reduzir o consumo. Tentamos fazer isso ao baixar a temperatura do aquecimento, dos 20 para os 19 graus. Baixamos também a temperatura da água quente para um máximo de 45 graus. A salamandra também nos vai fazer poupar, porque assim até talvez consigamos desligar completamente o aquecimento à noite. Ainda não temos a certeza, mas vamos experimentar".

A única forma de poupar é reduzir o consumo.
Gerd Möller
Reformado alemão

O gás passou dos 800 para 2300 euros por ano, para este casal. É um aumento que muitas famílias não conseguem suportar, por isso há 11 milhões de lareiras e salamandras na Alemanha e a tendência é para aumentar. No caso dos Möller, pelo menos, lenha não lhes falta.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Amoníaco verde", de combustível tóxico a energia do futuro

Diretor da Agência Internacional de Energia aprova ideia de compra conjunta de energia pela UE

Gás Natural Liquefeito ajuda a Alemanha a distanciar-se da Rússia