EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Pequenos partidos também almejam liderar Parlamento Europeu

Pequenos partidos também almejam liderar Parlamento Europeu
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Não é só de figuras conhecidas que se faz a corrida à presidência do Parlamento Europeu. Há grupos mais pequenos a apresentarem candidatos, num total de sete eurodeputados a lutarem pelo cargo.

PUBLICIDADE

Não é só de figuras conhecidas que se faz a corrida à presidência do Parlamento Europeu. Há grupos mais pequenos a apresentarem candidatos, num total de sete eurodeputados a lutarem pelo cargo.

A belga Helga Stevens representa o grupo dos Conservadores e Reformistas Europeus, que têm 78 eurodeputados, e disse à euronews que “a razão principal para concorrer é mostrar aos cidadãos que o Parlamento é transparente, é uma instituição aberta para ouvir todos os cidadãos da Europa”.

Pelos Verdes, que têm 50 assentos, concorre Jean Lambert. A eurodeputada britânica também defende maior proximidade com os 500 milhões de cidadãos europeus que são representados por aquela instituição da União, a única eleita por voto direto.

Jean Lambert disse que é preciso que o Parlamento “se afaste da imagem corrente de que os seus membros fazem parte da chamada bolha de Bruxelas. Precisamos de novas vozes, de novas caras que representem o Parlamento junto do público”.

Com 56 assentos, o Grupo da Esquerda Unida também tem uma nacional de Itália a concorrer com os dois italianos que são candidatos pelos maiores partidos que estão na corrida.

Eleonora Forenza entende que “os cidadãos europeus querem ter mais poder, querem poder exprimir-se e o Parlamento Europeu deveria ser a sua casa”.

O romeno Laurentiu Rebega é o candidato do Partido da Europa das Nações e da Liberdade, que representa a extrema-direita.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jovens do VOLT querem "refundar" a União Europeia

Eleitores da minoria russa na Estónia prontos a votar nas próximas eleições europeias

Desprezo e simpatia: políticos da UE divididos quanto à morte do presidente iraniano Raisi