Reabertura das fronteiras externas da UE poderá originar tensões

Reabertura das fronteiras externas da UE poderá originar tensões
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Joao Duarte Ferreira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A UE poderá não autorizar a entrada de norte-americanos na Europa a partir de 1 de julho

PUBLICIDADE

A reabertura das fronteiras externas da União Europeia poderá levar a tensões potenciais entre os Estados Unidos e a União Europeia.

Segundo fontes europeias, a União Europeia poderá proíbir cidadãos norte-americanos de viajarem para a Europa.

Tudo sugere que a UE não considera os Estados Unidos como um destino seguro.
Os peritos esperam que as decisões não tenham consequências políticas.

"A decisão de não autorizar a vinda de cidadãos norte-americanos para a Europa a partir de 1 de julho baseia-se aqui em princípios científicos, não é uma decisão política dirigida aos EUA. Afeta igualmente outros países com surtos pandémicos significativos como o Brasil e a Rússia. Se os números baixarem nos Estados Unidos, a proibição de viajar será levantada", afirma a especialista do Fundo Marshall alemão, em Bruxelas, Kristine Berzina.

O presidente norte-americano, Donald Trump, sugeriu que as taxas elevadas de infeção do Covid-19 podem ser resolvidas através da redução do número de testes. Será que os critérios epidemiológicos são suficientes para a UE?

Para Kristine Berzina, "cabe aos funcionários europeus nos Estados Unidos ou em outros países como o Brasil com taxas elevadas de testes investigarem e informarem sobre a precisão dos resultados.

Caso os testes não sejam considerados de confiança e os números indicarem uma queda, a situação no terreno pode ser diferente. Cabe aos líderes europeus considerarem as medidas a adotar", afirma.

A pressão aumenta sobre os diplomatas europeus para a elaboração de uma lista de países seguros que poderá afetar não apenas as pessoas mas também os equilíbrios geopolíticos.

Nome do jornalista • Elena Cavallone

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Famílias separadas permanecem na incerteza

EUA dizem que Biden autorizou entregas secretas de mísseis de longo alcance à Ucrânia

Primeiro-ministro espanhol equaciona demitir-se devido a investigação contra a mulher