EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Poluição mata mais de seiscentas mil pessoas por ano

Poluição mata mais de seiscentas mil pessoas por ano
Direitos de autor أ ف ب
Direitos de autor أ ف ب
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Relatório da Agência Europeia do Ambiente aponta a poluição do ar como uma das principais causas de morte

PUBLICIDADE

A poluição provocou a morte de 630 mil pessoas na União Europeia em 2012. O número alarmante foi publicado esta terça-feira num relatório da Agência Europeia do Ambiente e de acordo com os autores, essas mortes são perfeitamente evitáveis.

De acordo com os dados disponibilizados, 400 mil mortes podem ser atribuídas em cada ano à poluição do ar e 12 mil à poluição sonora. O relatório revela ainda que no que diz respeito à poluição, nem todos são iguais.

Catherine Ganzleben, especialista da Agência Europeia do Ambiente, sublinha que "as comunidades mais carenciadas nas várias cidades europeias são quem mais sofre com os altos níveis de poluição do ar, poluição sonora e com os impactos das alterações climáticas" e "quem vive numa situação de pobreza tem mais tendência a sofrer alguns problemas de saúde que aumentam a vulnerabilidade à degradação do ambiente".

A agência europeia chamou ainda a atenção para a importância do ensino. Um baixo nível de educação corresponde a uma quebra de seis anos na esperança média de vida.

Marija Jevtić, da Associação Europeia de Saúde Pública, admite que é preciso "trabalhar mais a nível da educação para aumentar a consciência da população, particularmente das crianças".

Para combater estas ameaças, o relatório sugere a melhoria das condições de vida na cidade, com o desenvolvimento de parques e de espaços reservados a peões e ciclistas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Josep Borrell prepara saída de cena com visitas aos países bálticos

Ex-deputada ucraniana morta a tiro em Lviv

Chipre celebra 50 anos da invasão turca