"Quo Vadis, Aida?" vence prémio de cinema LUX 2022

Access to the comments Comentários
De  Stefan Grobe
Prémio foi entregue durante cerimónia no Parlamento Europeu em Estrasburgo
Prémio foi entregue durante cerimónia no Parlamento Europeu em Estrasburgo   -   Direitos de autor  Alain ROLLAND/European Union 2022 - Source : EP

Estão desfeitas as dúvidas. O LUX - Prémio Europeu do Público para o Cinema 2022 foi atribuído ao filme "Quo Vadis, Aida?", da realizadora bósnia Jasmila Žbanić.

Mais uma vitória para a realizadora de 47 anos, que continua a acumular prémios por um trabalho que os críticos consideram ser um relato pungente do devastador custo humano da guerra.

O filme retrata um episódio negro da história recente, durante o qual as forças do exército bósnio da Sérvia invadiram a cidade bósnia de Srebrenica, em julho de 1995. Mais de 8 mil homens e rapazes muçulmanos bósnios morreram.

"Quo Vadis, Aida?" conta o que aconteceu através de uma mãe, Aida, que trabalhava como tradutora para as forças de paz da ONU na altura.

Uma história que tem paralelo com a atualidade, sublinhou a realizadora, em entrevista à Euronews: "para mim, é muito triste que nós, europeus, não tenhamos aprendido nada com a guerra nos Balcãs. Não aprendemos a falar antes de a guerra acontecer. Agora é uma loucura com a guerra. Mas havia sinais de que estava a ser preparada e nós não olhámos para esses sinais e não encontrámos uma maneira de não haver guerra na Europa. Para mim, isto é muito, muito triste. Fico muito triste por saber que há pessoas a morrer enquanto estamos a falar sobre este assunto."

"Quo Vadis, Aida?" termina de forma ambígua, lembrando que muitos criminosos escapam impunes.

O filme foi aclamado pela crítica e recebeu vários prémios de destaque. Foi nomeado para um Leão de Ouro no Festival de Veneza em 2020 e para os Óscares um ano mais tarde. Continua a somar conquistas.