EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Festival de Odessa "desembarca" no FEST de Espinho

Cartaz do FEST
Cartaz do FEST Direitos de autor DR
Direitos de autor DR
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Festival de Novos Realizadores e Novo Cinema decorre na cidade nortenha até ao dia 27, com muitos filmes e convidados. Impedido de se realizar por culpa da guerra, o Festival de Odessa traz uma seleção de filmes ucranianos.

PUBLICIDADE

Oito dias de filmes de todo o mundo, duas competições principais de longas e curtas-metragens para os linces de ouro e de prata, masterclasses com nomes sonantes como Gaspar Noé ou Gael García Bernal: Assim é o FEST - Festival de Novos Realizadores e Novo Cinema em Espinho, já na edição número 18.

Este ano, há a destacar também a parceria com o Festival de Odessa, na Ucrânia. Com a guerra a impedir a realização do evento este ano, Odessa vem até Espinho com uma seleção de filmes ucranianos, como o vencedor do prémio principal no ano passado, Stop-Zemlia, de Kateryna Gornostai.

Explica Filipe Pereira, diretor do FEST: "Esta parceria com o Festival de Odessa é importante para nós, mas o mais importante é que o Festival de Odessa volte a acontecer. Tenho a certeza que vai voltar a acontecer, e vai voltar a acontecer em Odessa, na Ucrânia. Mas, enquanto isso não é possível, o melhor que podemos fazer é abrir as nossas portas, para fazer com que eles continuem a programar e continuem a comunicar a sua história e os seus cineastas a todo o mundo.

Esta parceria com o Festival de Odessa é importante para nós, mas o mais importante é que o Festival de Odessa volte a acontecer. Tenho a certeza que vai voltar a acontecer, e vai voltar a acontecer em Odessa, na Ucrânia.
Filipe Pereira
Diretor do FEST

O filme com honras de abertura este ano é "Cinco lobitos", primeira longa-metragem da espanhola Alauda Ruiz de Azúa - um drama familiar passado na Costa Basca, que já passou pela Berlinale e foi eleito "melhor primeiro filme" no Festival de Cinema Espanhol de Málaga. 

O FEST decorre em vários pontos da cidade de Espinho, no norte de Portugal, até ao dia 27 de junho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Quo Vadis, Aida?" vence prémio de cinema LUX 2022

"Follow Her" é o grande vencedor do Fantas 2022

Jovens ucranianos na Jornada Mundial da Juventude dizem sentir apoio do Papa