EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

"Futuro do trabalho" na Roménia, uma estratégia comum a longo prazo

Em parceria com The European Commission
"Futuro do trabalho" na Roménia, uma estratégia comum a longo prazo
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Aurora VelezEuronews
Publicado a
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"Futuro do trabalho" na Roménia, uma estratégia comum a longo prazo

Um dos pontos quentes do projeto "Futuro do trabalho", na Roménia, é acabar com a espiral de pobreza em Pata-Rât. A poucos quilómetros de Cluj Napoca, cerca de 2500 pessoas vivem numa lixeira que é uma das maiores da Europa. Mais de metade dos habitantes são crianças. Uma estratégia de inclusão a longo prazo é a escolhida por todos os atores envolvidos neste projeto.

O Secretário de Estado do Ministério dos Investimentos e Projetos Europeus e Gestor de Projeto de Cluj Napoca Futuro do Trabalho, Ovidiou Cîmpeam, explica que a habitação, o emprego e a edicação são as prioridades.

"Aqui temos também outros projetos financiados com dinheiro europeu, mas também, por exemplo, com dinheiro da região. Estamos a concentrar-nos na habitação para as pessoas que vivem em Pata-Rât e na procura de empregos para os pais, mas também muito importante, concentrando-nos na educação dos jovens de Pata-Rât. Estamos na segunda fase de alguns programas importantes que estamos a desenvolver na área de Pata-Rât e penso que, juntamente com este "Futuro do trabalho", seremos capazes, num futuro próximo, de mudar o destino destas pessoas," revela Ovidiou Cîmpeam.

"Penso que é muito importante ter uma estratégia e seguir esta estratégia para ser muito coerente na ação com as políticas públicas. É muito importante envolver todos os intervenientes do ecossistema local, a fim de garantir que se estão a dar os passos certos. O projeto Cluj o Futuro do Trabalho é um bom exemplo, porque tínhamos um grande consórcio com dez intervenientes na cidade: tínhamos o setor privado com todos os clusters. Mas temos também as universidades e o setor cultural com as ONG, e os centros culturais de Cluj," explica Ovidiou Cîmpeam.

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Roteiro europeu colaborativo para regressar ao trabalho após doença prolongada

Autoridades romenas apreendem carros de luxo de Andrew Tate