Exposição: Laço Amarelo dá apoio nos territórios ocupados da Ucrânia

O Laço Amarelo é o símbolo do movimento de resistência nos territórios ocupados da Ucrânia
O Laço Amarelo é o símbolo do movimento de resistência nos territórios ocupados da Ucrânia Direitos de autor Valentyna Rostovikova
De  Sandor ZsirosIsabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A exposição mostra objetos vindos do local dos combates, bem como fotografias e vídeos interativos demonstrando o trabalho dos ativistas.

PUBLICIDADE

"Kherson é da Ucrânia" e um laço amarelo. O graffiti numa vedação na cidade ucraniana de Kherson tornou-se símbolo da resistência civil depois da ocupação pelas forças russas.

"Estado de desafio" é uma exposição, em Bruxelas, sobre os seus esforços para manter viva a chama contra a invasão russa, iniciada há mais de de um ano, sendo que Kherson é uma das cidades que vive sob constante ataque.

"O Laço Amarelo é um símbolo do movimento de resistência nos territórios ocupados, é um movimento de resistência pacífica. Recorda às pessoas que ainda se encontram na Ucrânia que é mentira que vão para sempre ficar sob ocupação dos russos e para dizer que ninguém os abandonou", disse Valéria, uma das ativistas no movimento que foi entrevistada pela euronews.

"Estamos todos com eles. E também gostaria de dizer que  queremos dar informação sobre os problemas nos territórios ocupados, tais como a mobilização de pessoas para integrarem as tropas russas. Mas, basicamente, é uma foma de dar apoio e mostrar às pessoas que não estão sozinhas", acrescentou a jovem.

A exposição mostra objetos vindos do local dos combates, bem como fotografias e vídeos interativos demonstrando o trabalho dos ativistas. No Parlamento Europeu, há vozes que pedem mais apoio da comunidade internacional.

Penso que, por vezes, ter solidariedade e apoio político é ainda mais importante do que o apoio financeiro.
Petras Auštrevičius
Eurodeputado liberal, Lituânia

"Precisamos de mais apoio financeiro para o povo da Ucrânia, incluindo para os representantes da sociedade civil. Devemos dar-lhes uma oportunidade para terem mais canais de comunicação e alargar a sua ação nestes territórios que ainda estão inacessíveis para o governo de Kiev", disse o eurodeputado liberal lituano Petras Auštrevičius, à euronews.

"Mas penso que, por vezes, ter solidariedade e apoio político é ainda mais importante do que o apoio financeiro", acescentou Auštrevičius.

Mais de 100 mil km2 da Ucrânia estão agora ocupados pelas tropas russas, onde se situam mais de 1800 localidades.

O movimento laço amaerelo, criado há um ano, já tem mais de oito mil membros nas regiões de Crimeia, Donetsk, Luhansk, Zaporizhzhia, Mykolaiv e Kherson.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA querem acelerar acusação do crime de agressão da Rússia

Hospitais de Kherson lutam para continuar a funcionar sem eletricidade

Ucrânia: Enviado comercial pede soluções racionais para crise com agricultores da UE