EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Depois de Madrid, Zelenskyy confirmado em Lisboa na terça-feira

O presidente ucraniano deveria ter visitado Espanha e também Portugal em meados de maio mas adiou a viagem
O presidente ucraniano deveria ter visitado Espanha e também Portugal em meados de maio mas adiou a viagem Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Visita de Zelenskyy a Portugal vai centrar-se na cooperaçcão em domínios da defesa e segurança. Em Madrid,o Presidente ucraniano assinou um acordo bilateral de segurança com o chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez.

PUBLICIDADE

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, está em Espanha esta segunda-feira, onde foi recebido em Madrid pelo primeiro-ministro, Pedro Sánchez, e pelo rei Felipe VI. Na terça-feira o líder ucraniano desloca-se a Lisboa, para encontros bilaterais também centrados no apoio político, militar, financeiro e humanitário. 

O presidente do Governo, Pedro Sánchez, recebeu o presidente da Ucrânia ao meio-dia local (11h00 em Lisboa). Em seguida, estava prevista uma conferência de imprensa, informou, em nota, o Palácio de La Moncloa.

A Casa Real espanhola também revelou que estava agendo um encontro com Felipe VI, o que geralmente ocorre, no caso das visitas de Estado, após a visita ao presidente do Governo.

Com Pedro Sánchez, o chefe de Estado ucraniano assinou um acordo bilateral de segurança. Espanha vai entregar à Ucrânia um pacote de armamento no valor de 1,129 mil milhões de euros, uma ajuda sem precedentes na ajuda militar espanhola a qualquer país, de acordo com vários meios de comunicação espanhóis.

A visita de Zelenskyy é a primeira de carácter bilateral a Espanha e estava inicialmente prevista para 17 de maio, mas teve de ser cancelada devido à intensificação da ofensiva russa em Kharkiv. Nessa altura, esteve igualmente prevista a visita do Presidente ucraniano a Portugal.

Esta terça-feira, o líder ucraniano desloca-se a Lisboa, a convite do presidente português Marcelo Rebelo de Sousa. A agenda inclui encontros com o primeiro-ministro, Luís Montenegro, e com o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Em cima da mesa vai estar o reforço da cooperação na defesa e na segurança.

“Será ainda oportunidade para reiterar o compromisso de Portugal para com a soberania e integridade territorial da Ucrânia, bem como com a manutenção do apoio político, militar, financeiro e humanitário a Kyiv”, explicou a nota da Presidência. 

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Paulo Rangel, citado pela Agência Lusa, explicou que vai ser assinado um acordo para os próximos dez anos. O documento vai também abranger as áreas de cooperação dos últimos dois.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy diz que Putin receia que a cimeira de junho seja "capaz de forçar a Rússia à paz"

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa

Zelenskyy visitou hospital militar em Kharkiv e garantiu que situação está "sob controlo"