Verme de pítons encontrado pela primeira vez num humano

AP
AP Direitos de autor Canberra Health Services/Canberra Health Services
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Médicos retiraram parasita normalmente encontrado em serpentes píton do cérebro de uma mulher australiana de 64 anos

PUBLICIDADE

Na Austrália, um parasita encontrado normalmente nas serpentes píton foi retirado do cérebro de uma mulher de 64 anos. Segundo a equipa médica que fez a descoberta, em Nova Gales do Sul, trata-se da primeira vez que este tipo de verme infeta um humano.

Sanjaya Senanayake, médico:"Se pensarmos no cérebro humano, que é bastante grande, mas não enorme, temos este verme com oito centímetro de comprimento, que estava vivo e a mexer-se, quando o nosso neurocirurgião, bastante qualificado, o retirou com recurso a forceps."

A paciente queixava-se há bastante tempo de dores abdominais e diarreia e tinha começado a perder a memória quando o verme foi detetado. Atualmente, continua sob observação para verificar que o parasita não terá deixado ovos que possam provocar novas infeções.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Deputados alemães dão luz verde à legalização da canábis

Maior hospital do Alabama suspende fertilização in vitro

Padre e alegado companheiro detidos em Espanha por venda ilegal de Viagra