A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Novas formas de ver o autismo

Novas formas de ver o autismo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Muitas famílias têm dificuldade em lidar com as crianças autistas. Ajudar um filho autista pode, de facto, ser extremamente difícil para os pais e a educação desempenha um papel muito importante. No Canadá e na China, o Learning World mostra novas técnicas de ensino adaptadas ao autismo. Estivémos também à conversa com Theo Peters, neurologista e especialista em autismo.

China: primeiro centro dedicado à “doença da solidão”

Na China, milhões de crianças sofrem de perturbações incluídas no espectro do autismo. Uma condição que ainda é pouco conhecida no país. A condição, a que os chineses chamam “doença da solidão”, só foi reconhecida pelas autoridades do país em 2006.

“Estrelas e chuva” é o primeiro centro, na China, dedicado ao autismo. Aqui, os pais assistem às aulas com os filhos e assim aprendem a lidar com as especifidades das crianças autistas.

Para mais informações:

usa.chinadaily.com.cn

guduzh.org

Compreender o autismo

O que é o autismo? Uma doença? Uma perturbação? Ou simplesmente uma diferença?

Theo Peters é neurologista e especialista em autismo. Para ele, os autistas são pessoas normais, simplesmente diferentes, não precisam de ser curadas. O Learning World conversou com o especialista belga por ocasião de uma conferência na cidade francesa de Dijon.

theopeeters.be

Canadá põe tecnologia ao serviço dos autistas

A tecnologia pode ser uma ferramenta importante para os autistas. No Canadá, uma escola recorre aos ‘tabletes’ para ensinar os pais a conhecerem melhor as reações dos filhos e ajudarem as crianças a comunicar com os outros.

Para mais informações:

theautismnews.com