Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Os escoceses rejeitaram a independência

Os escoceses rejeitaram a independência
Tamanho do texto Aa Aa

A Escócia não será independente e os independistas escoceses reconheceram já a derrota.

A Escócia permanece parte do Reino Unido, depois de os eleitores terem rejeitado a independência num referendo nacional por 55% contra 45%, contados os votos em 29 das 32 províncias.

Os resultados sobre a independência escocesa davam na madrugada desta sexta-feira a vitória ao não.

“A Escócia decidiu não se tornar um país independente”, disse o primeiro ministro escocês e líder dos independentistas , Alex Salmond, reconhecendo a derrota.

Entretanto, o primeiro ministro David Cameron felicitou o líder dos unionistas, Alistair Darling.

A taxa de participação foi impressionante, registando 84%.

A vitória do sim necessitaria de um total de 1 852,828 votos.
Este referendo foi o culminar de uma campanha de dois anos.