EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Aeroporto de Donetsk no centro de um conflito sangrento

Aeroporto de Donetsk no centro de um conflito sangrento
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com EFE, AFP, Reuters.
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O governo ucraniano diz manter o controlo do aeroporto de Donetsk. Os rebeldes, que lançaram uma forte ofensiva, dizem o contrário.

PUBLICIDADE

O governo ucraniano garante que o exército do país continua a controlar o aeroporto de Donetsk, isto apesar da ofensiva que as milícias pró-russas estão a lançar há vários dias e das declarações dos rebeldes, segundo as quais teriam tomado o aeroporto e aberto um corredor para a retirada das tropas ucranianas.

Sábado, o bombardeamento a este ponto estratégico por parte dos rebeldes durou todo o dia e fez pelo menos três mortos e 18 feridos entre as tropas pró-governamentais.

Amazing Drone Video Of Destroyed #Donetsk Airport, #Ukraine (H/T @aletweetsnews) - http://t.co/3asvIgrPN6pic.twitter.com/SeoJ2sVr3z

— Breaking911 (@Breaking911) January 17, 2015

An absolutely GIGANTIC explosion at the #Donetsk airport just now! Not clear what it was. #Ukrainepic.twitter.com/oBZ28MC7z1 - @yurybarmin

— Grasswire (@grasswire) January 16, 2015

A resistência do exército ucraniano às ofensivas contra o aeroporto, que duram há vários meses, levou a que os militares que defendem a estrutura fossem apelidados de “ciborgues”.

Os combates mantêm-se, apesar dos acordos entre a Rússia e a Ucrânia assinados em Minsk, em setembro. As últimas tentativas para organizar um encontro entre as várias partes fracassaram.

Desde abril do ano passado, o conflito no leste da Ucrânia, em particular nas regiões de Donetsk e Luhansk, já fez quase cinco mil mortos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Stoltenberg pede a membros da NATO que reconsiderem limites no envio de armas para a Ucrânia

G7 vai explorar formas de utilizar os ativos russos congelados para ajudar Kiev

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa