Intensifica-se a luta no leste da Ucrânia

Intensifica-se a luta no leste da Ucrânia
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com Lusa/EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A luta entre as forças regulares de Kiev e os independentistas da autoproclamadas Republicas Populares de Donetsk e Lugansk intensifica-se e o número

PUBLICIDADE

A luta entre as forças regulares de Kiev e os independentistas da autoproclamadas Republicas Populares de Donetsk e Lugansk intensifica-se e o número de baixas entre os civis não pára de crescer, com ambas as partes a acusarem-se mutuamente.

No sábado, 30 civis morreram na cidade de Mariupol, num ataque de artilharia pesada contra um bairro residencial da cidade, sede do governo regional de Donetsk leal a Kiev.

Os separatistas anunciaram esta segunda-feira a intenção de criar uma única linha da frente, unindo as duas existentes, Donetsk e Lugansk, justificando o plano, que viola os acordos de paz de Minsk, com a necessidade de afastar a artilharia governamental.

O líder dos separatistas acusou Kiev de pretender destruir as infraestruturas das regiões controladas pelos rebeldes, atacando centrais elétricas, gasodutos e depósitos de água, e de bloquear economicamente as zonas separatistas, impedindo a entrada de alimentos e de medicamentos.

Os cerca de 500 mineiros que ficaram bloqueados no interior da mina de Zasiadko, na região de Donetsk, foram evacuados sãos e salvos.

A mina tinha ficado sem eletricidade após a subestação que fornece energia ao complexo, situada no bairro Kievski, ter sido atingida por um obus.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataques russos na Ucrânia fazem pelo menos oito mortos

Pentágono promete envio imediato de armas à Ucrânia, se financiamento for aprovado

Ucrânia diz ter abatido bombardeiro russo de longo alcance