Liga Portuguesa, J18: Benfica falha prova dos nove, Sporting morde calcanhares ao Porto

Liga Portuguesa, J18: Benfica falha prova dos nove, Sporting morde calcanhares ao Porto
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

Há quase dez anos que não se via nada assim na Liga Portuguesa. A última vez que Benfica e Porto foram ambos derrotados no mesmo fim de semana foi na 28ª jornada da temporada de 2004/2005. Os dragões foram derrotados no Estádio do Bessa com um golo de Cadú, um dia depois foi a vez das águias saírem derrotadas da deslocação a Vila do Conde.

Miguelito, no último minuto do tempo regulamentar, apontou o tento da vitória do Rio Ave. Estávamos a 10 de abril de 2005. Esta segunda-feira foi Sérgio Oliveira a garantir o triunfo para o Paços de Ferreira, também no minuto 90.

A equipa de Jorge Jesus desperdiçou uma oportunidade de ouro para deixar o Porto a nove pontos ao sair derrotada da Mata Real. Na antevisão do encontro, o técnico encarnado tinha prometido um Benfica mais forte na segunda volta mas para já a promessa não passa disso mesmo.

Os campeões nacionais acertaram por três vezes no ferro da baliza de Rafael Defendi e ficaram em branco no campeonato pela primeira vez desde abril de 2012. Nem de grande penalidade conseguiram bater o guarda-redes brasileiro, Lima acertou em cheio na trave.

O Paços efetuou uma exibição bastante equilibrada. Mesmo com um central improvisado (Romeu) a linha defensiva não vacilou e os homens mais adiantados nunca perderam de vista a baliza de Júlio César.

Foram recompensados ao cair do pano. Sérgio Oliveira fez o que Lima não conseguiu: marcou um penálti e deu os três pontos à sua equipa.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/en_GB/all.js#xfbml=1”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));Post by FC Paços de Ferreira.

Suspirou de alívio o Porto, que no domingo também tinha saído derrotado do Estádio dos Barreiros. A equipa azul-e-branca teve bastante posse de bola mas sempre que conseguiu ultrapassar a bem organizada linha defensiva do Marítimo, encontrou pela frente um Salin inspirado.

O guarda-redes francês defendeu tudo o que havia para defender e foi o grande destaque do encontro. O único jogador a encontrar o caminho do golo foi o brasileiro Bruno Gallo, aos 32 minutos.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/en_GB/all.js#xfbml=1”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));Post by CSMarítimo Madeira.

O Sporting acabou por ser o grande vencedor desta jornada. A equipa verde-e-branca foi a única a conquistar os três pontos entre os seis primeiros classificados.

É verdade que a Académica nunca tentou vencer o encontro, apenas rematou à baliza de Rui Patrício já nos descontos, mas nem isso tira mérito à vitória leonina.

Os pupilos de Marco Silva estiveram longe de fazer uma exibição de encher o olho mas foram suficientemente pragmáticos para oferecer a vitória aos 37 769 espectadores presentes. João Mário foi o autor do único golo do encontro, aos 76 minutos.

Segue, segue! 5.a vitória consecutiva na Primeira Liga e já estamos a apenas 1 ponto do 2.° lugar. #DiaDeSporting

Uma foto publicada por Sporting Clube de Portugal (@sportingclubedeportugal) a Jan 25, 2015 at 1:59 PST

Com este triunfo, o Sporting colocou-se a apenas um ponto do FC Porto e a sete do Benfica. Deixou também o Vitória de Guimarães mais longe. A equipa de Rui Vitória não foi além de um empate a duas bolas na recepção ao Gil Vicente.

A 15 minutos do noventa os gilistas venciam por 2-0 mas foram incapazes de segurar a vantagem. André André, na marcação de uma grande penalidade, evitou males maiores para os vimaranenses no último suspiro do encontro.

Pior fez o Sporting de Braga, derrotado no Bessa pela margem mínima. Uchebo foi o abono de família do Boavista ao apontar o tento solitário aos 80 minutos.

O único nulo da 18ª jornada castigou os poucos espectadores que se deslocaram ao Estádio do Restelo para assistir ao encontro entre Belenenses e Penafiel.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/en_GB/all.js#xfbml=1”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));Post by Os Belenenses.

PUBLICIDADE

Em crescendo de forma está o Estoril, que se impôs ao Arouca com um golo de Léo Bonatini e provou que está na luta por um lugar na Europa.

Também o Nacional da Madeira tem vindo a subir na tabela e somou a terceira vitória consecutiva, em Moreira de Cónegos, por 3-2. Lucas João garantiu o triunfo no último suspiro do encontro. O angolano tem já quatro golos apontados nas últimas três jornadas.

Por fim, destaque para o regresso em grande de Bruno Ribeiro ao Vitória de Setúbal. O técnico apostou na juventude, como é seu apanágio, com a presença de cinco elementos da formação sadina no onze inicial e não se deu nada mal. Goleou o Rio Ave por 4-1.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/en_GB/all.js#xfbml=1”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));Post by Vitória Futebol Clube.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Operação Pretoriano: Líder dos Super Dragões e dois funcionários do FC Porto detidos

Thomas Tuchel deixa Bayern de Munique no final da temporada

Aos 19 anos, Diogo Ribeiro torna-se bicampeão mundial em natação