A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Morto ex-comandante talibã do Estado Islâmico

Morto ex-comandante talibã do Estado Islâmico
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um antigo comandante talibã, alegadamente aliado do grupo armado Estado Islâmico, foi morto por um drone da NATO no Afeganistão.

A polícia da província de Helmand confirmou a morte do “mullah” Abdul Rauf Khadim, que tinha sido libertado de Guantánamo em 2007, antes de se juntar ao grupo armado. Os talibãs estão habitualmente mais ligados à Al-Qaeda.

O “mullah” terá conseguido juntar cerca de 300 homens, na região, para as fileiras do autodenominado Estado Islâmico: “Vamos lançar operações de segurança contra militantes nas áreas afetadas da província de Helmand, para garantir a paz e a estabilidade das pessoas”, garantiu o chefe da polícia local.

A adesão de talibãs ao grupo Estado Islâmico está, por enquanto, limitada ao Paquistão e ao Afeganistão. O grupo está ativo sobretudo na Síria e no Iraque, países onde controla partes importantes do território.

Cerca de uma dezena de antigos comandantes talibãs anunciaram, recentemente, terem-se juntado a este grupo jihadista.