EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Força aérea egípcia ataca alvos do grupo EI na Líbia

Força aérea egípcia ataca alvos do grupo EI na Líbia
Direitos de autor 
De  Euronews com AFP, Reuters
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Ataque egípcio contra posições do Estado Islâmico na Líbia é um ato de retaliação pela morte de 21 cristãos coptas egípcios.

PUBLICIDADE

A força aérea egípcia atacou posições do grupo Estado Islâmico na Líbia.

O ataque, desencadeado esta segunda-feira, surge na sequência do anúncio da decapitação de 21 cristãos coptas egípcios no domingo.

Os 21 reféns haviam sido capturados pelo grupo Estado Islâmico na Líbia em janeiro.

No domingo, o presidente egípcio prometeu atos de retaliação contra a organização jihadista.

O governo egípcio decretou ainda sete dias de luto nacional pela morte dos 21 reféns.

De acordo com o ramo líbio do grupo Estado Islâmico, a decapitação dos reféns seria um ato de retaliação relacionado com incidentes passados entre a Igreja Copta e o Islão.

O ato mereceu ainda condenação internacional por parte dos Estados Unidos e da França.

Para as famílias das vítimas, não restam quaisquer dúvidas sobre o que motivou este ato.

Por um lado, o facto de serem cristãos, e por outro, de apoiarem o presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sissi.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Força aérea egípcia ataca alvos do grupo EI na Líbia

Presidente egípcio promete vingar cristãos decapitados

Houthis atacam navio no Mar Vermelho com drone