EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Se o aquecimento global prosseguir nas próximas décadas é a guerra que se anuncia

Se o aquecimento global prosseguir nas próximas décadas é a guerra que se anuncia
Direitos de autor 
De  João Peseiro Monteiro com AFP, EFE
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O presidente francês, François Hollande, chegou às Filipinas para uma visita de dois dias com o dossier da mudança climática na bagagem. Paris vai acolher no final do ano a próxima conferência mundial

PUBLICIDADE

O presidente francês chegou às Filipinas para uma visita de dois dias com o dossier da mudança climática na bagagem.

Paris vai acolher no final do ano a próxima conferência mundial sobre o clima. Depois do fracasso de Copenhaga 2009, François Hollande deseja um acordo na capital francesa. Por isso deixou um alerta:

“- Se o aquecimento global prosseguir nas próximas décadas é a guerra que se anuncia, não é apenas a catástrofe, é a catástrofe que vai desencadear a guerra que por sua vez vai ampliar a catástrofe.”

Para tentar evitar este círculo vicioso, o chefe de Estado francês e o homólogo filipino lançaram o Apelo de Manila. O texto pede aos 195 países participantes na conferência de Paris para fecharem um acordo ambicioso. Benigno Aquino agradeceu o empenho da França:

“- Não podemos limitar-nos a enfrentar as consequências da mudança climática, pelo contrário temos de enfrentar as causas. Por isso, enquanto país em desenvolvimento, damos as boas-vindas a países como a França que emergiu como um campeão da parceria global que tenta enfrentar o problema.”

Esta é a primeira visita de um presidente francês às Filipinas, desde a independência do país asiático em 1947. A atriz gaulesa Marion Cotillard faz parte da comitiva e é uma das figuras públicas que faz campanha ao lado do presidente francês em prol da luta contra a mudança climática.

A ilha de Guiuan está no roteiro da visita de François Hollande. Em novembro de 2013 o supertufão Haiyan semeou a destruição e matou mais de sete mil pessoas. O país é atingido anualmente por duas dezenas de intempéries mas a sua frequência tem estado a aumentar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy na Albânia para cimeira com países do sudeste europeu

Meloni quer travar imigração ilegal melhorando condições de vida em África

Arábia Saudita realiza cimeira de emergência sobre conflito em Gaza