A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Moscovitas despedem-se de Nemtsov

Moscovitas despedem-se de Nemtsov
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas desfilam desde o início da manhã pelo Centro Sakharov de Moscovo para dizer um último adeus ao líder da oposição liberal russa, Boris Nemtsov, assassinado a tiro na sexta-feira perto do Kremlin.


Como manda a tradição ortodoxa, a mãe de Nemtsov assistia à passagem de cidadãos anónimos e personalidades sentada junto ao caixão onde jaz o ex-vice-primeiro-ministro de Boris Ieltsin e feroz opositor de Vladimir Putin.

O vice-primeiro-ministro Arkadi Dvorkovich apresentou as condolências à primeira hora da manhã.

Pelo Centro Sakharov passaram também vários líderes e figuras emblemáticas da oposição.


O presidente russo não assistirá ao funeral. Depois de passar quatro horas em câmara ardente, o corpo de Nemtsov seguirá para o cemitério de Troekurovskoye, num subúrbio do oeste de Moscovo.
Várias personalidades políticas estrangeiras, que pretendiam marcar presença, dizem ter sido impedidas pelas autoridades russas. Uma delas foi o presidente do Senado polaco, Bogdan Borusewicz, em resposta às sanções europeias contra a Rússia devido ao papel de Moscovo na crise ucraniana. Outra foi a eurodeputada letã Sandra Kalniete, que disse ontem ter sido impedida de passar os controlos fronteiriços no aeroporto internacional de Moscovo.