EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Assassinato de Boris Nemtsov: 1 confissão e 2 acusações formais

Assassinato de Boris Nemtsov: 1 confissão e 2 acusações formais
Direitos de autor 
De  Dulce Dias com AFP, EFE, Reuters e Itartass
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Zaur Dadaev, um dos homens presentes à justiça, este domingo, confessou estar envolvido no assassinato do opositor russo

PUBLICIDADE

Zaur Dadaev, um dos homens presentes à justiça, este domingo, confessou estar envolvido no assassinato do opositor russo Boris Nemtsov.

Cinco homens, todos chechenos, detidos durante o fim de semana na vizinha Inguchétia, foram ouvidos pelo tribunal de Basmanni, em Moscovo. Dois dos quais foram formalmente acusados de implicação no assassinato.

Um é Zaur Dadaev. O antigo chefe-adjunto da polícia chechena acabou por confessar o envolvimento. O outro acusado é Anzor Gubashev. Ambos foram colocados em prisão preventiva.

O mesmo foi decidido para os outros três homens, igualmente suspeitos de envolvimento no assassinato, mas também de banditismo ou de tráfico ilegal de armas e munições.

Nemtsov foi assassinado, a tiro, no passado dia 27 de fevereiro, quando atravessava, com a namorada, uma ponte sobre o rio Moscovo, perto do Kremlin.

A morte do adversário de Vladimir Putin chocou os russos, particularmente os opositores ao presidente, que apontam o dedo ao Kremlin. As autoridades russas já negaram qualquer envolvimento no assassinato.

Os advogados dos cinco homens anunciaram que vão recorrer da decisão de prisão preventiva.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia

Putin reconduz Mishustin no cargo de primeiro-ministro da Rússia