Quénia lança ultimato à ONU exigindo encerramento de campo de refugiados

Quénia lança ultimato à ONU exigindo encerramento de campo de refugiados
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As autoridades quenianas deram, às Nações Unidas, três meses para desmantelarem o campo de refugiados de Dadaab onde, segundo um relatório da

PUBLICIDADE

As autoridades quenianas deram, às Nações Unidas, três meses para desmantelarem o campo de refugiados de Dadaab onde, segundo um relatório da ONU estão registados quase 225 mil refugiados somalis.

Em comunicado, o governo queniano afirma que há militantes islâmicos escondidos neste acampamento e exige que ele seja transferido para a Somália.

Esta é a resposta de Nairobi ao assassinato de 148 pessoas, por extremistas do Shabaab, numa universidade, 142 eram estudantes.

O Shabaab matou mais de 400 pessoas em solo queniano nos últimos dois anos, incluindo 67 no Centro Comercial Westgate, em Nairobi em 2013.

No total, números das Nações Unidas, há mais de 584 mil refugidos espalhados por quatro campos no Quénia. Nos últimos anos, o número de pessoas que fogem à guerra civil e à seca, tem vindo a aumentar.

As vigílias, em memória das vítimas do ataque à universidade, têm-se sucedido num país ainda chocado pela tragédia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Não é a fome que preocupa os habitantes de Gaza, é a sede, alerta responsável da ONU

Israel ataca Hamas "em todo o lado", Primeiro-ministro Netanyahu diz que não haverá cessar-fogo

Dias de desespero em Gaza