Incêndios devastam aldeias no sul da Sibéria

Incêndios devastam aldeias no sul da Sibéria
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Pelo menos quinze pessoas morreram e mais de onze ficaram gravemente feridas numa vaga de incêndios que atingiu várias localidades no sul da

PUBLICIDADE

Pelo menos quinze pessoas morreram e mais de onze ficaram gravemente feridas numa vaga de incêndios que atingiu várias localidades no sul da Sibéria.

Segundo as autoridades russas a situação foi gradualmente estabilizada embora subsistam dificuldades na extinção dos fogos.

Mais de 200 pessoas receberam assistência médica e 62 foram hospitalizadas em Abakan, república de Khakassia.

As chamas, atiçadas por ventos fortes, atingiram 42 aldeias e destruíram 560 habitações. Cerca de mil pessoas tiveram de ser realojadas em acampamentos.

Segundo o Ministério para as Situações de Emergência da Rússia, as equipas de bombeiros conseguiram apagar 16 focos de incêndios que ameaçavam as aldeias, mas a luta está ainda longe de ter chegado ao fim, com os restantes 17 fogos ainda muito ativos.

Oito aviões e helicópteros apoiam os cerca de 5.000 voluntários que no terreno combatem as chamas.

O sinistro foi provocado por queimas desordenadas nos campos, uma prática que provoca regularmente na primavera ou no verão, gigantescos incêndios em várias regiões da Rússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aliada de Navalny presa sob acusação de extremismo

Filho de Ramzan Kadyrov nomeado "guarda-costas" do pai

Putin assinou saída do tratado que proíbe testes nucleares