A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Iémen: ONU impõe embargo de armas aos rebeldes huties

Iémen: ONU impõe embargo de armas aos rebeldes huties
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Conselho de Segurança das Nações Unidas colocou o líder das milícias xiitas huties e o filho do ex-chefe de Estado iemenita, Ali Abdallah Saleh, numa lista negra e impôs um embargo sobre a venda de armas aos rebeldes.

As deliberações foram aprovadas, esta terça-feira, por 14 membros do Conselho. A Rússia que ao longo das últimas semanas defendeu uma outra proposta, optou por se abster.

“A única alternativa para o conflito no Iémen é uma solução política. Esperamos que as Nações Unidas tomem ações que promovam as negociações de paz entre os diferentes partidos envolvidos no conflito. Penso, no entanto, que vai ser necessário mudar a base de trabalho” refere O embaixador russo nas Nações Unidas, Vitali Tchourkine.

O texto redigido pela Jordânia e por vários países do Golfo exorta, ainda, os rebeldes huties – que controlam a maior parte do Iémen – a pôr fim à violência, a depor as armas e a libertar os prisioneiros.