Reino Unido: empate técnico na reta final da campanha eleitoral

Reino Unido: empate técnico na reta final da campanha eleitoral
De  Rodrigo Barbosa com EFE / Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A dois dias das eleições legislativas no Reino Unido, é impossível adivinhar o vencedor. O Partido Conservador do primeiro-ministro David Cameron e

PUBLICIDADE

A dois dias das eleições legislativas no Reino Unido, é impossível adivinhar o vencedor.

O Partido Conservador do primeiro-ministro David Cameron e os rivais trabalhistas de Ed Miliband surgem em situação de empate técnico nas sondagens. Creditados cada um com cerca de 33 por cento dos votos, o que é certo é que o vencedor será obrigado a procurar uma coligação.

Num comício em Bath, o chefe do governo afirmou que “nas horas finais da campanha [os britânicos] podem fazer toda a diferença. O país deve avançar e não retroceder com Ed Miliband e o SNP”.

Na reta final da campanha, o líder da oposição trabalhista ganhou um apoio de peso. O comediante Russell Brand – que tinha dito antes aos perto de 10 milhões de seguidores do Twitter para não votarem – disse estar agora a favor de Miliband.

Em Brighton, o líder da oposição defendeu que é preciso “eleger um governo trabalhista e fazer com que o país trabalhe para a população ativa”.

Em terceiro lugar nas sondagens, surge a formação eurofóbica e anti-imigração UKIP, de Nigel Farage, creditada com 13 por cento dos votos.

Os liberais democratas de Nick Clegg são relegados para o quarto lugar, com apenas 8 por cento das intenções de voto.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As fragilidades da economia britânica

Girafa de espécie rara sai à rua pela primeira vez no Zoo de Chester

Rei Carlos III volta a aparecer em público na missa de Páscoa