This content is not available in your region

Argentina: Reconhecimento insólito

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Reuters
euronews_icons_loading
Argentina: Reconhecimento insólito

Uma juíza argentina iniciou um processo sobre o destino de Sara, um orangotango fêmea do jardim zoológico de Buenos Aires, à qual um tribunal reconheceu o direito de viver em liberdade.
A fêmea, com 29 anos, reconhecida “pessoa não humana” por um tribunal da capital argentina, está representada pelo advogado Andrès Gil Dominguez.