EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Torre Eiffel em greve

Torre Eiffel em greve
Direitos de autor 
De  Euronews com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Os funcionários do famoso monumento exigem mais segurança contra os carteiristas

PUBLICIDADE

É o ex-libris de Paris e um dos monumentos mais visitados do mundo. Mas, esta sexta-feira, a Torre Eiffel passou sete horas fechada ao público.

Em causa, uma greve dos funcionários da famosa torre, fartos dos carteiristas, do recrudescimento da violência dos roubos, e das agressões e ameaças.

“É um problema crescente. Sempre houve carteiristas na Torre Eiffel, mas agora estamos perante um grupo organizado. Foi por isso que, infelizmente, tivemos de recorrer à greve para conseguirmos uma presença policial permanente aqui”, explica Denis Vavassori, representante sindical.

Alguns turistas ficaram desiludidos com o encerramento temporário da Torre Eiffel, tanto mais que a sensação de insegurança não é flagrante, como se depreende das palavras deste cidadão americano: “Ainda não me senti inseguro. Já cá estamos há dois dias e não me sinto inseguro. Mas mantivemos sempre as nossas coisas debaixo de olho”

A Torre Eiffel reabriu durante a tarde, mas os funcionários prometem fazer um ponto da situação, dentro de dias, para ver se a administração encontrou “soluções perenes”. Objetivo: proteger os mais de sete milhões de visitantes anuais do monumento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Macron desloca-se à Nova Caledónia para tentar pôr termo à violência no arquipélago

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen

Pelo menos dois guardas prisionais mortos em ataque a carrinha celular em França