Manifestantes contra a austeridade solidários com a Grécia

Manifestantes contra a austeridade solidários com a Grécia
De  Fernando Peneda com Lusa/Reuters/AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Para o porta-voz do Governo grego, as manifestações realizadas sábado em várias capitais europeias deixaram a mensagem clara de que “a austeridade

PUBLICIDADE

Para o porta-voz do Governo grego, as manifestações realizadas sábado em várias capitais europeias deixaram a mensagem clara de que “a austeridade não pode continuar”.

Em Paris e Berlim os manifestantes mostraram solidariedade com a Grécia, onde o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, se reuniu com a sua equipa económica para “discutir o plano de ação” do Governo grego para o Eurogrupo e para a Cimeira de chefes de Estado e de Governo da zona euro, que se realizam na segunda-feira.

Entretanto, num artigo publicado este domingo num jornal alemão, o ministro grego das Finanças Yanis Varoufakis diz que o seu país está preparado para seguir em frente desde que não lhe seja pedido para fazer o mesmo que foi pedido aos governos anteriores. Na mesma coluna Varoufakis refere que a difícil escolha de aceitar um acordo está nas mãos de Angela Merkel.

“Eu gostava muito que houvesse um acordo, mas os europeus têm de deixar de nos chantagear. Somos uma Nação decente. Atravessamos tempos muito difíceis e não sei porque nos fazem isto”, disse uma cidadã grega.

A 30 de junho termina o atual programa de assistência à Grécia e é a data limite para Atenas pagar ao Fundo Monetário Internacional 1,6 mil milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia: Tsipras tem até segunda-feira para evitar a bancarrota

Grécia: Turistas receiam encerramento dos bancos

Dezenas de manifestantes anti-NATO entram em confronto com a polícia em Nápoles