Holanda exige profundas reformas à Grécia

Holanda exige profundas reformas à Grécia
De  Fernando Peneda com Lusa/Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte, disse que a Grécia tem de aceitar fazer reformas profundas se pretender ficar na zona euro. Durante um

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte, disse que a Grécia tem de aceitar fazer reformas profundas se pretender ficar na zona euro.
Durante um debate parlamentar Rutte disse que o seu governo não está disponível para novos financiamentos à Grécia, se Atenas não se comprometer a fazer reformas.

“A nossa posição é que a Grécia tem de tomar medidas difíceis, tem que poupar dinheiro para a longo prazo ter uma economia saudável. Contudo, eles afastam-se disso ao convocar um referendo e negociações intermináveis. Isto não pode continuar assim”, sublinhou o primeiro-ministro holandês.

Numa altura em que os bancos continuam encerrados na Grécia, os ministros das Finanças e os chefes de Estado e de Governo da zona euro discutem esta terça-feira, em Bruxelas, o caminho a seguir relativamente à Grécia depois do referendo de domingo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia: Tsakalotos assume pasta das Finanças

BCE mantém linha de liquidez aos bancos gregos mas endurece condições de financiamento

Crise grega: Merkel e Hollande garantem que "porta das negociações se mantém aberta"