EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Três jornalistas espanhóis desaparecidos na Síria

Três jornalistas espanhóis desaparecidos na Síria
Direitos de autor 
De  João Peseiro Monteiro com EFE, Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Três jornalistas espanhóis estão incontactáveis na Síria e teme-se que tenham sido raptados. Antonio Pampliega, José Manuel Lopez e Angel Sastre

PUBLICIDADE

Três jornalistas espanhóis estão incontactáveis na Síria e teme-se que tenham sido raptados. Antonio Pampliega, José Manuel Lopez e Angel Sastre entraram no país, vindos da Turquia, no dia 10 de julho e dirigiram-se para a cidade de Alepo. Dois dias depois perdeu-se o contacto com os repórteres “freelance”. Alepo é uma das zonas mais críticas na Síria. Só esta terça-feira morreram pelo menos 18 pessoas na sequência do disparo de um míssil.

Os três homens têm uma grande experiência de trabalho em cenários de guerra e conquistaram vários prémios de jornalismo. Desde o dia 12 que se está a tentar localizar o seu paradeiro. A organização Repórteres Sem Fronteiras considera a Síria o país mais perigoso e mais mortífero do mundo para os jornalistas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Madrid não recebeu reivindicações relativamente aos jornalistas desaparecidos

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado