Rússia destrói alimentos ocidentais sob embargo

Rússia destrói alimentos ocidentais sob embargo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Rússia começou, na quinta-feira, a destruir produtos alimentares ocidentais sob embargo. Só nesse dia terão sido destruídas 319 toneladas.

PUBLICIDADE

A Rússia começou, na quinta-feira, a destruir produtos alimentares ocidentais sob embargo. Só nesse dia terão sido destruídas 319 toneladas.

O embargo decretado há um ano, como retaliação pelas sanções que o Ocidente impôs à Rússia por causa da Ucrânia, foi renovado em junho.

A decisão do Kremlin de destruir os alimentos importados ilegalmente está a suscitar críticas da sociedade civil. Uma petição com mais de 300 mil assinaturas pede que se pare com a destruição.

“Estou contra a destruição dos alimentos importados, porque os produtores russos ainda são incapazes de produzir bens de alta qualidade”, afirmou a habitante moscovita Svetlana.

“Penso que as pessoas devem ser patriotas e que todos os alimentos devem ser produzidos aqui. Temos imensos bens alimentares que são produzidos na Rússia”, contrapõe Ekaterina, que também reside em Moscovo.

O ministro da Agricultura, Alexander Tkatchev, justificou a destruição com a qualidade duvidosa dos produtos.

Personalidades de todos os quadrantes políticos criticaram a decisão do Kremlin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin confirma recandidatura à presidência da Rússia

Advogados de Navalny em prisão preventiva até março de 2024

Valeriy Gergiev foi nomeado diretor do teatro Bolshoi de Moscovo