Última hora

Blair não quer Corbyn na liderança do Labour

Blair não quer Corbyn na liderança do Labour
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Depois da derrota eleitoral de maio, aproxima-se a hora da verdade para o futuro do Partido Trabalhista, no Reino Unido.

Tony Blair entrou na campanha para tentar demolir o candidato dado como favorito à liderança do Labour, o deputado de esquerda Jeremy Corbyn.

O ex-primeiro-ministro afirmou que o Partido Trabalhista “enfrenta a aniquilação” se eleger o deputado Corbyn e instou os membros a rejeitar as políticas do passado. Jeremy Corbyn, um dos quatro pretendentes na corrida, quer nacionalizar os caminhos de ferro britânicos, o sector energético e aumentar o investimento público na indústria.

Os seus rivais acusam-no de querer repor a Clause IV, o artigo dos estatutos do Partido Trabalhista que previa a “nacionalização dos meios de produção” e que Tony Blair aboliu em 1995, dando origem ao New Labour. A votação começa na sexta-feira.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.