EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Hungria: a cobertura mediática da crise migratória

Hungria: a cobertura mediática da crise migratória
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os meios de comunicação húngaros estão cada vez mais envolvidos com a cobertura jornalística da crise dos migrantes. Desde o início do verão todas as

PUBLICIDADE

Os meios de comunicação húngaros estão cada vez mais envolvidos com a cobertura jornalística da crise dos migrantes.

Desde o início do verão todas as questões internas, entre elas os vários escândalos de corrupção, passaram para segundo plano e, a pouco e pouco, foram substituídos por notícias sobre a crise migratória. Mas, os húngaros estão a ficar cansados com o bombardeamento mediático a que têm estado sujeitos e consideram que é uma forma de desviar a atenção de outros problemas.

Para se ter uma ideia: desde 31 de agosto, a agência nacional de notícias publicou duas mil notícias, incluindo a palavra “refugiado”.

“Temos mais de um milhão, provavelmente um milhão e meio de leitores por dia que chegam ao Index através de diferentes suportes. Pelo menos é isso que revelam as nossas estatísticas. Ultimamente, os húngaros têm lido mais, e bateram mesmo todos os recordes nas últimas semanas” refere Gergely Dudás, editor chefe do jornal online Index.

A orientação de política editorial acaba por ser a única diferença entre os vários meios de comunicação.

Na Televisão Nacional húngara, um editor deu ordens para que os seus repórteres não usem imagens com crianças. Enquanto por exemplo, a CNN fez uma uma reportagem com o ex-primeiro-ministro socialista, Ferenc Gyurcsány, que deu abrigo a várias famílias de refugiados na própria casa.

Euronews: “a crise migratória tornou a Hungria alvo de interesse por parte da comunicação social internacional. A questão, também, está a ser coberta pela imprensa nacional mas de forma diferente. Enquanto, no exterior se destaca o lado dramático da situação, a comunicação social húngara faz a abordagem a partir de orientações políticas internas.”

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Calor extremo obriga Hungria a ativar alerta vermelho e coloca em risco pessoas que vivem na rua

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán