EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Hamas avisa Israel contra novos raides

Hamas avisa Israel contra novos raides
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com AFP, Reuters, APTN
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A escalada de violência no Médio Oriente pode agravar-se. Depois das últimas mortes em Gaza, o Hamas promete voltar a atacar Israel.

PUBLICIDADE

Em Gaza, a raiva e o desespero tomaram conta das dezenas de pessoas que participaram no funeral da mulher palestiniana grávida e da filha de dois anos, mortas esta manhã num raide israelita.

The final farewell: Yahya's wife, daughter and unborn baby killed by #Israel|i air strike on #Gaza last night. pic.twitter.com/xUS1aCUzpR

— Sakir Khader (@sakirkhader) October 11, 2015

A casa onde a família vivia ficou completamente destruída. Segundo Israel, tratou-se da retaliação contra o lançamento de um roquete contra território israelita, intercetado pelo sistema antimíssil de Israel. Noutro incidente, morreu um rapaz de 12 anos.

O movimento islamita Hamas, que controla o território, já avisou Israel que não vai tolerar mais ataques deste tipo, sem especificar como vai ripostar em caso de novos raides.

O governo liderado por Benjamin Netanyahu anunciou um reforço da segurança nas fronteiras com a Faixa de Gaza e com a Cisjordânia, com a chamada de vários reservistas, depois desta última onda de ataques à faca contra judeus e israelitas.

PM: I commend the security forces, police, border police, the IDF & ISA for their dedicated and tireless actions for the security of Israel.

— PM of Israel (@IsraeliPM) October 11, 2015

Na Faixa de Gaza, Cisjordânia e Jerusalém-Leste, a tensão tem aumentado, com confrontos diários entre as pedras dos palestinianos e o gás lacrimogéneo de Israel. No posto de controlo de Huwara, perto de Nablus, o exército de Israel usou balas reais e feriu vários manifestantes.

Nesta mais recente onda de violência, nos últimos 12 dias, morreram 23 palestinianos e quatro israelitas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Três feridos graves após atropelamento junto a estação de autocarro em Israel

Hezbollah lança mais de 200 foguetes contra Israel após a morte de um comandante

Primeiro-ministro israelita dissolve gabinete de guerra