Última hora

Última hora

"Cérebro" dos atentados de Paris tentou recrutar em Espanha

Em leitura:

"Cérebro" dos atentados de Paris tentou recrutar em Espanha

"Cérebro" dos atentados de Paris tentou recrutar em Espanha
Tamanho do texto Aa Aa

Abdelhamid Abaaoud tentou recrutar mulheres em Espanha para as fileiras do grupo extremista Estado Islâmico. Quem o afirmou foi o ministro espanhol do Interior, numa entrevista televisiva. Jorge Fernández Díaz explicou que o suposto “cérebro” dos atentados de Paris “tentou recrutar, através das redes sociais [na internet], cidadãos espanhóis, sobretudo mulheres, para viajarem e lutarem com o Estado Islâmico em zonas de conflito”. O ministro precisou que, no entanto, “não há conhecimento” de que seria “para lançar ataques em Espanha”.

Em outubro, a polícia deteve no aeroporto de Madrid uma espanhola de 22 anos que se preparava para viajar com o objetivo de se juntar aos extremistas na Síria. Este ano, várias mulheres foram detidas em Espanha, por suspeita de recrutarem outras mulheres e adolescentes em nome dos “jihadistas”.