EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

França: Venda de bandeiras triplica após os atentados de Paris

França: Venda de bandeiras triplica após os atentados de Paris
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Desde os ataques de Paris, os franceses tentam recuperar os símbolos nacionais, a começar pela bandeira e sobretudo em mesmo na véspera da homenagem

PUBLICIDADE

Desde os ataques de Paris, os franceses tentam recuperar os símbolos nacionais, a começar pela bandeira e sobretudo em mesmo na véspera da homenagem nacional prevista na capital às vítimas dos atentados de 13 de novembro.

Os parisienses puseram desde a noite desta quinta-feira bandeiras às janelas e nas fachadas das lojas respondendo ao apelo do presidente François Holande que exortou os cidadãos a manifestarem o seu patriotismo.

No que diz respeito ao fabrico do objecto, o trabalho não cessa de aumentar e as vendas também: “ Temos encomendas o tempo todo, o telefone toca todos os minutos e devemos responder aos clientes e fazer as entregas a tempo. Os clientes são bem vindos temos de ser polivalentes. É um pouco cansativo, produzimos toda a noite e dormimos uma hora.”

A bandeira tricolor teve mais de 10 mil encomendas após os ataques a preços entre 12 e 22 euros, mas o preço não assusta.

“Vim comprar uma bandeira por solidariedade e porque está na moda, infelizmente com o terrorismo que nos obriga a cerrar fileiras e afirmar a nacionalidade, mas sentimos orgulho.

“ Eu vou pôr uma bandeira na minha casa e penso que devíamos plantar bandeiras em todo o lado. É importante sentirmo-nos franceses”

O movimento cidadão está em marcha e é o que se vê!

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França aperta medidas de segurança antes da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos

Ucraniano pró-russo detido em hospital francês por suspeita de planear um atentado

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen