Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

A lista dos nomeados para os Prémios do Cinema Europeu

A lista dos nomeados para os Prémios do Cinema Europeu
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

“A juventude” do realizador italiano Paolo Sorrentino recebeu cinco nomeações para os prémios do cinema europeu.

A trilogia “As Mil e Uma Noites”, do realizador português Miguel Gomes, venceu o prémio europeu de Melhor Design de Som. Os restantes vencedores dos Prémios do Cinema Europeu serão anunciados a 12 de dezembro.

O filme integrou a seleção oficial do último festival de Cannes e conta a história de dois amigos idosos de férias nos Alpes. Ambos têm consciência de que o tempo começa a esgotar-se, mas, à volta deles ninguém parece preocupar-se com o passar do tempo.

A obra estreia este mês em Portugal e está nomeada nas categorias de melhor filme, melhor realizador, melhor argumentista, melhor ator e melhor atriz.

“The Lobster” do realizador grego Yorgos Lanthimos foi nomeado em quatro categorias.

O filme passa-se num futuro próximo. As pessoas solteiras são presas, transferidas para um hotel e têm 45 dias para encontrar a alma gémea. Passado esse prazo, serão transformadas num animal.
Para escapar a esse destino, um homem foge e já na floresta, junta-se a um grupo de resistentes.

O filme grego venceu o prémio do júri, em Cannes. Colin Farrell é um dos nomeados para melhor ator europeu.

“Um Pombo Pousou Num Ramo a Refletir na Existência”, a última comédia negra do realizador Roy Andersson, recebeu quatro nomeações.

O filme retrata três encontros com a morte: um homem morre de ataque cardíaco ao tentar tirar a rolha de uma garrafa, uma idosa no leito de morte recusa-se a largar as joias para desespero dos filhos, um passageiro morre num bar após ter pago o almoço e empregada pergunta: “Alguém quer isto? É de graça.”

O filme de Roy Andersson venceu o Leão de Ouro no festival de Veneza e estreou em Portugal em junho.

“Mustang” da realizadora turca Deniz Gamze Ergüven foi nomeado para melhor filme e melhor descoberta. Numa aldeia ultraconservadora do norte da Turquia, cinco irmãs tentam viver de forma livre mas o preço a pagar é elevado.

A primeira longa-metragem da realizadora turca é uma produção francesa recebeu o prémio Lux do Parlamento Europeu e é a escolha da França para candidata ao Óscar de melhor filme estrangeiro.

“Victoria” foi nomeado em três categorias. O filme do realizador alemão Sebastian Schipper é um plano sequência de 140 minutos. O argumento gira em torno de uma jovem espanhola que à saída de um bar conhece quatro jovens berlinenses. Uma aventura que vai tornar-se num pesadelo.

“Rams”, do realizador islandês Grímur Hákonarson, premiado em Cannes, é outro dos nomeados para melhor filme europeu.

O filme passa-se numa aldeia da Islândia. Dois irmãos, criadores de ovelhas, vivem lado a lado sem se falarem durante 40 anos. Acabam por ser obrigados a comunicar devido a uma doença que afeta o gado.

Os vencedores do Prémios do cinema Europeu serão anunciados em Berlim a 12 de dezembro.

No final de outubro, foram conhecidos os galardoados em categorias técnicas. A trilogia “As Mil e Uma Noites” do realizador português Miguel Gomes venceu o prémio de Melhor Design de Som.