EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Opositores de Assad acordam trabalhar juntos mas sem o presidente sírio

Opositores de Assad acordam trabalhar juntos mas sem o presidente sírio
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de dois dias de negociações, em Riade, capital da Arábia Saudita, uma centena de membros de partidos da oposição síria e de grupos rebeldes

PUBLICIDADE

Depois de dois dias de negociações, em Riade, capital da Arábia Saudita, uma centena de membros de partidos da oposição síria e de grupos rebeldes acordaram trabalhar juntos para preparar as conversações de paz com o governo do presidente Bashar al-Assad. Um encontro que tem o intuito de procurar uma solução política para a crise no país:

“Uma reunião, entre a oposição e o regime sírio, para um período de transição que acontecerá num dos primeiros dias de janeiro”, explicou Abdulaziz al-Sager, líder da oposição síria.

Apesar do acordo isto não quer dizer que a posição dos opositores do regime tenha mudado. Os grupos da oposição Síria apoiam uma transição política para o país, mas sem Bashar al-Assad:

“Todos os presentes nesta conferência afirmaram: “Assad é o problema, é parte do problema, não pode fazer parte da solução”. O início de uma possível transição passa pela sua saída”, afirmou Louay Safi, membro do Conselho Nacional sírio.

Em Riade não estiveram, naturalmente, presentes o representantes do grupo Estado Islâmico nem combatentes próximos da Al-Qaida.

Este novo acordo deverá ser debatido, pela comunidade internacional, em Genebra, esta sexta-feira e em Nova Iorque, uns dias depois.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Duas crianças entre os seis mortos após bombardeamentos de Assad em Idlib

Região rebelde de Idlib bombardeada após ataque em Homs

Ataque aéreo provoca várias vítimas mortais num mercado no noroeste da Síria