A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Aliança militar islâmica contra o terrorismo

Aliança militar islâmica contra o terrorismo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 30 Estados islâmicos decidiram unir esforços no combate ao terrorismo. A formação da coligação foi tornada pública pelo príncipe herdeiro e ministro da Defesa da Arábia Saudita durante uma conferência de imprensa. A aliança militar conta com países como o Egito, o Qatar e a Turquia.

“Há um elevado número de países que sofre atualmente com o terrorismo. É o caso, por exemplo, da Síria e do Iraque com o autoproclamado Estado Islâmico. Mas o terrorismo afeta, também, países como o Iémen, a Nigéria, o Paquistão e o Afeganistão. Esta situação exige uma estratégia de combate e vamos coordenar uma ação conjunta” sublinha o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman.

A coligação de cariz militar liderada pela Arábia Saudita vai contar com um centro de operações em Riade. Um espaço a partir do qual as operações militares vão ser coordenadas.